Seth Woolley's Man Viewer

netstat(8) - netstat, netstat - Mostra conex§es de rede, tabelas de roteamento, estatÝsticas de interface e conex§es mascaradas - man 8 netstat

([section] manual, -k keyword, -K [section] search, -f whatis)
man plain no title

NETSTAT(8)                Manual do Programador Linux               NETSTAT(8)



NOME
       netstat  - Mostra conexes de rede, tabelas de roteamento, estatsticas
       de interface e conexes mascaradas.

SINOPSE
       netstat  [-venaoc]   [--tcp|-t]   [--udp|-u]   [--raw|-w]   [--unix|-x]
       [--inet|--ip] [--ax25] [--ipx] [--netrom]



       netstat   [-veenc]   [--inet]   [--ipx]   [--netrom]  [--ddp]  [--ax25]
       {--route|-r}



       netstat [-veenac] {--interfaces|-i} [iface]



       netstat [-enc] {--masquerade|-M}



       netstat {--statistics|-s}



       netstat {-V|--version} {-h|--help}



DESCRIO
       netstat mostra informaes do subsistema de rede do Linux.


   (sem opes)
       Voc pode ver o estado das conexes de rede  atravs  da  listagem  dos
       sockets abertos. Esta  a operao padro: se voc no especificar nen-
       huma fam(1m,3)lia de endereos, os sockets ativos de todas  as  fam(1m,3)lias  de
       endereos  configuradas sero mostrados. Com -e voc obter informaes
       adicionais (userid). Com a chave -v voc poder fazer com que o netstat
       reclame sobre fam(1m,3)lias de endereos conhecidas que no sejam suportadas
       pelo kernel. A opo -o mostra  algumas  informaes  adicionais  sobre
       temporizadores  de rede.  -a mostra todos os sockets, incluindo sockets
       de servidores. A fam(1m,3)lia de endereos inet mostrar sockets raw(3x,7,8,3x cbreak), udp  e
       tcp.


   -r, --route
       Com  a opo -r, --route voc obter as tabelas de roteamento do kernel
       no mesmo formato usado por route -e.  netstat -er usar  o  formato  de
       apresentao  do  comando  route.  Por favor veja route(8) para maiores
       detalhes.


   -i, --interface iface
       Se voc usar a opo -i, --interfaces , uma  tabela  de  todas  (ou  da
       iface  especificada) as interfaces de rede ser mostrada. A sada usa o
       formato ifconfig -e  ,  e    descrita  em  ifconfig(8).   netstat  -ei
       mostrar  uma  tabela ou uma entrada de interface como ifconfig mostra.
       Com a chave -a , voc pode incluir interfaces que no estejam  configu-
       radas (i.e. no tem a flag U=UP configurada).


   -M, --masquerade
       Uma  lista  de todas as sesses mascaradas tambm pode ser vista. Com a
       chave -e voc pode incluir mais  algumas  informaes  sobre  numerao
       sequencial  e  deltas , causados por reescritas de dados em sesses FTP
       (comando PORT).   O  suporte  a  mascaramento    usado  para  esconder
       mquinas  em  endereos  de  rede  no oficiais do resto do mundo, como
       descrito em ipfw(4),ipfwadm(8) e ipfw (8).


   -s, --statistics
       Mostra estatsticas sobre o subsistema de rede do kernel do Linux,  que
       so lidas a partir de /proc(5,n)/net/snmp.



OPES
   -v, --verbose
       Informa ao usurio o que est ocorrendo, sendo detalhado. Especialmente
       mostra algumas informaes teis sobre fam(1m,3)lias de endereos  no  con-
       figuradas.


   -n, --numeric
       Mostra  endereos  numricos,  sem tentar resolver(3,5) os nomes da mquina,
       porta ou usurio.


   -A, --af fam(1m,3)lia
       Usa um mtodo diferente  para  configurar  as  fam(1m,3)lias  de  endereos.
       fam(1m,3)lia    uma  lista de palavras-chave de fam(1m,3)lias de endereos sepa-
       radas por vrgulas (',') como inet, unix, ipx, ax25(3,4), netrom e ddp.  Tem
       o  mesmo efeito de usar as opes longas --inet, --unix, --ipx, --ax25,
       --netrom e --ddp.


   -c, --continuous
       Isto far com que netstat mostre a tabela selecionada a  cada  segundo,
       continuamente na tela at que voc o interrompa.



SADA
   Conexes Internet Ativas (TCP, UDP, RAW)
   Proto
       O protocolo (tcp, udp, raw(3x,7,8,3x cbreak)) usado pelo socket.


   Recv-Q
       O contador de bytes no copiados pelo programa conectado a este socket.


   Send-Q
       O contador de bytes no confirmados pela mquina remota.


   Endereo Local
       O endereo local (nome da mquina local) e o numero da porta do socket.
       A  menos  que  a  chave  -n seja especificada o endereo do socket(2,7,n) ser
       resolvido para seu nome de mquina cannico e o nmero  da  porta  ser
       traduzido para o servio correspondente.


   Endereo Remoto
       O  endereo  remoto  (nome  da  mquina  remota) e o nmero da porta do
       socket. Como com o endereo local, a chave -n desliga  a  resoluo  do
       nome da mquina e do servio.


   Estado
       O  estado do socket. Uma vez que no existem estados no modo RAW e nor-
       malmente nenhum estado  usado em UDP, esta linha pode ser  deixada  em
       branco. Normalmente ele pode assumir um de vrios valores:

       ESTABELECIDO
              O socket(2,7,n) tem uma conexo estabelecida.

       SYN_SENT
              O socket(2,7,n) est ativamente tentando estabelecer uma conexo.

       SYN_RECV
              Uma requisio de conexo foi recebida da rede.

       FIN_WAIT1
              O socket(2,7,n) est fechado e a conexo est terminando.

       FIN_WAIT2
              A  conexo  est  fechada e o socket(2,7,n) est esperando por uma ter-
              minao pela mquina remota.

       TIME_WAIT
              O socket(2,7,n) est esperando aps o fechamento para tratar os pacotes
              ainda na rede.

       FECHADO
              O socket(2,7,n) no est sendo usado.

       CLOSE_WAIT
              O lado remoto terminou, esperando pelo fechamento do socket.

       LTIMO_ACK
              O  lado  remoto terminou, e o socket(2,7,n) est fechado. Esperando por
              uma confirmao.

       OUVINDO
              O socket(2,7,n) est ouvindo por conexes.  Estes  socket(2,7,n)  so  somente
              mostrados se a chave -a,--listening for especificada.

       FECHANDO
              Ambos  os  sockets  esto  terminados mas ns ainda no enviamos
              todos os nossos dados.

       DESCONHECIDO
              O estado do socket(2,7,n)  desconhecido.


   Usurio
       O nome ou UID do dono do socket.


   Temporizador
       (precisa ser escrito)




   UNIX domain sockets Ativos
   Proto
       O protocolo (normalmente unix) usado pelo socket.


   CntRef
       O contador de referncias (i.e. processos conectados via este  socket(2,7,n)).


   Flags
       As flags mostradas so SO_ACCEPTON (mostrada como ACC), SO_WAITDATA (W)
       ou SO_NOSPACE (N).  SO_ACCECPTON  usada para sockets no-conectados se
       seus  processos correspondentes estiverem esperando por uma solicitao
       de conexo. As demais flags no so de interesse comum.


   Tipos
       H diversos tipos de acesso a sockets:

       SOCK_DGRAM
              O socket(2,7,n)  usado no modo de Datagramas (sem conexo).

       SOCK_STREAM
               um socket(2,7,n) usado quando h conexes (stream socket(2,7,n)).

       SOCK_RAW
               usado como o socket(2,7,n) bsico (raw(3x,7,8,3x cbreak) socket(2,7,n)).

       SOCK_RDM
              Este  usado para confirmao de entrega de mensagens.

       SOCK_SEQPACKET
               um socket(2,7,n) para um pacote sequencial.

       SOCK_PACKET
              Socket para acesso da interface BSICA.

       UNKNOWN
              Quem sabe o que nos trar o futuro? Preencha aqui :-)



   Estados
       Este campo conter uma das seguintes palavras-chave:

       FREE   Este socket(2,7,n) no est alocado.

       LISTENING
              O socket(2,7,n) est aguardando por uma  solicitao  de  conexo.  So
              mostrados apenas se as opes -a,--listening forem selecionadas.

       CONNECTING
              O socket(2,7,n) est por estabelecer uma conexo.

       CONNECTED
              O socket(2,7,n) est conectado.

       DISCONNECTING
              O socket(2,7,n) est desconectado.

       (nada) O socket(2,7,n) no est conectado a nenhum outro.

       UNKNOWN
              Isto no deve acontecer nunca.


   Path
       Mostra o caminho (path) do processo do qual est tratando esse  socket.



   Sockets IPX ativos
       (Isso precisa ser feito por algum que saiba faz-lo.)



   Sockets NET/ROM ativos
       (Isso precisa ser feito por algum que saiba faz-lo.)



   Sockets AX.25 ativos
       (Isso precisa ser feito por algum que saiba faz-lo.)



NOTAS
       Desde  o  kernel 2.2 o netstat -i no mostra estatsticas para apelidos
       (aliases) de interfaces. Para obter contadores por apelido de interface
       voc  precisa  configurar  regras  explcitas  usando  o  comando  +.BR
       ipchains(8)

FILES
       /etc/services -- O arquivo de "traduo" (correspondncia) entre socket(2,7,n)
       e servio.

       /proc(5,n)/net/dev -- Informaes de dispositivos.

       /proc(5,n)/net/snmp -- Estatsticas da rede.

       /proc(5,n)/net/raw(3x,7,8,3x cbreak) -- Informao sobre o socket(2,7,n) BSICO (RAW).

       /proc(5,n)/net/tcp -- Informao sobre o socket(2,7,n) TCP.

       /proc(5,n)/net/udp -- Informao sobre o socket(2,7,n) UDP.

       /proc(5,n)/net/unix -- Informao sobre o socket(2,7,n) de domnio Unix.

       /proc(5,n)/net/ipx -- Informao sobre o socket(2,7,n) IPX.

       /proc(5,n)/net/ax25(3,4) -- Informao sobre o socket(2,7,n) AX25.

       /proc(5,n)/net/appletalk -- Informao sobre o socket(2,7,n) DDP (Appletalk).

       /proc(5,n)/net/nr -- Informao sobre o socket(2,7,n) NET/ROM.

       /proc(5,n)/net/route  --  Informao sobre os roteamentos IP realizados pelo
       kernel

       /proc(5,n)/net/ax25_route -- Informao sobre os roteamentos AX25 realizados
       pelo kernel

       /proc(5,n)/net/ipx_route  --  Informao sobre os roteamentos IPX realizados
       pelo kernel

       /proc(5,n)/net/nr_nodes -- Lista de ns NET/ROM do kernel

       /proc(5,n)/net/nr_neigh -- "Vizinhos" NET/ROM do kernel

       /proc(5,n)/net/ip_masquerade -- Conexes mascaradas do kernel




VEJA TAMBM
       route(8), ifconfig(8), ipfw(4), ipfw(8), ipfwadm(8) ipchains(8)



BUGS
       Ocasionalmente informaes estranhas podem surgir se  um  socket(2,7,n)  mudar
       enquanto  visualizado. Isso  incomum.
       As  opes  descritas para netstat -i foram descritas como devero fun-
       cionar aps alguma limpeza da liberao BETA do pacote net-tools.



AUTORES
       A  interface  com  o  usurio   foi   escrita   por   Fred   Baumgarten
       <dc6iq@insu1.etec.uni-karlsruhe.de>  a pgina do manual basicamente por
       Matt  Welsh  <mdw@tc.cornell.edu>.  Foi   atualizada   por   Alan   Cox
       <Alan.Cox@linux.org>  mas  poderia  ter sido feita com um pouco mais de
       trabalho.

       A pgina do manual e os comandos includos no  pacote  net-tools  foram
       totalmente reescritos desde Bernd Eckenfels <ecki@linux.de>.

TRADUO E REVISO PARA PORTUGUS
       Traduzido  para  o  portugus por Arnaldo Carvalho de Melo <acme@conec-
       tiva.com.br> e Jorge Luiz Godoy Filho <jorge@bestway.com.br>.



net-tools                     19 de maio de 1997                    NETSTAT(8)

References for this manual (incoming links)